Foto 3 – CCMQ – Ricardo Stricher
clique na imagem para aumentar

Foto 3 – CCMQ – Ricardo Stricher

Noara Lisboa

Além do faz de conta

Bem ao sul de um gigante país, fica uma cidade que se fala muito Alegre, mas que também é triste,

Giancarlo Carvalho

Quintana

Mário pousa na travessa, diante da Casa de Cultura que, com orgulho, carrega seu nome. Os dias são os de

Marcel Souza

O Centro, a Feira e Quintana

O centro das grandes cidades sempre gera boas discussões. Uns amam, outros odeiam. Prédios históricos, orgãos públicos, comércio e muita

Linda Grossi

Lili e Lulu

Se é verdade que os bons hábitos vêm com exemplos, aprendi a gostar de ler com minha mãe. Tive a

Greta Guimaraes

Ao chão

Você já reparou que não temos nenhum domínio sobre determinadas situações que nos deparamos no decorrer de nossas vidas? Pensamos

Viviane Chaves Intini

A Presença do Poeta

“Eu moro em mim mesmo”, Mário Quintana Não dei frutos, fiz poesia Na minha introspecção, fluí Traduzi a natureza ,

Ana Cristina Rodrigues Guimarães

Voa, passarinho

A chuva forte havia alagado a cidade. Muitas poças d’água pelo caminho dos pedestres e dos motoristas. O céu ainda

Karlene Bianca

XY

Amor. Controle. Como podemos enxergar algo tão diferente diante da mesma situação? O cenário é o mesmo. Ananda e Michel

Fernanda Cunha Quadros

Tempo

E se pudesse eu receber uma página em branco e, como uma mancha no papel, recomeçar do zero. Olhar para

Tetê Lopes

Minha Casa

Tenho muitos bons momentos vividos na Casa de Cultura. Ela foi fundada em 1982, e no final dessa década comecei

Kátia Madruga

A poça mágica

Naquela manhã primaveril, o guri seguiu o caminho das folhas de ipê espalhadas pela rua dos Andradas até encontrar a

Luca Boaz

Evoluções

Transitavam. Nas poças d’água, a indiferença de dois pedestres. Não para ele, habitante eterno na sua casa. Presente ali. Em

Graciella Tomé

Minha rua de águas rosadas

Na minha rua de águas rosadas as árvores pulam estrelinha carruagens se dobram de rir gente de costas de pernas

Caroline Anversa

Percalço

Entre sair e ficar, um salto vermelho embebido na poça da água mais turva. Na calçada, calada, diante da injustiça

Cris Vazquez

Vida sonhada

Toda releitura de um clássico é uma leitura de descoberta como a primeira, diz Italo Calvino, e meu sentimento é

Soraia Schmidt

Reflexos

Riscos tortos e sinuosos superfície liquida chão que não é chão Micro pedaços partidos em diferentes partituras não se despedaçaram

Regina Starosta

Majestoso

O Hotel Majestic, de arquitetura ímpar, grandiosa, foi um marco na história da cidade. Partindo da década de 1920 em

Eugênia Câmara

Porto Alegre

Pelas ruas da cidade Olho ao meu redor Retalhos de saudades Trago no meu peito Oro à Virgem Maria <

Iara Tonidandel

O ver ultrapassa o olhar

Reflexos em poças de água dificilmente não rendem belas imagens. Quando me deparo com algumas destas obras meu pensamento é

Rubem Penz

Gaudí depois da chuva

Existem duas obras que situam as cidades entre desenvolvidas ou subdesenvolvidas. Uma, tão invisível quanto necessária. Outra, tão necessária quanto

Ananyr Porto Fajardo

Teimosia

A cidade tem nome de ancoradouro pronto para chegadas felizes. No entanto, foi empurrando seu riolago cada vez para mais

Ana Luiza Rizzo

Na chuva sem galochas

Eu devia ter uns 15 anos e lembro bem daquele domingo. Várias famílias, com filhos e filhas de idades variadas,

Altino Mayrink

Reflexões

Gosto, como tantos, de fotografia. Não sou um profissional, nem pretendo ser. Melhoro meu aprendizado fazendo o que posso com

Foto 3 – CCMQ – Ricardo Stricher
clique na imagem para aumentar
Rolar para cima