Do fóssil ao renovável

Na imagem fotográfica capturada por Guto Monteiro há uma viagem entre o passado e o presente.

O asfalto, que cobre as ruas, traz na sua origem fóssil a lembrança de que muito carbono tem sido desenterrado nos últimos milhares de anos.

O concreto, que cobre a estrutura dos prédios antigos, carrega na sua história as várias décadas de exploração de areia.

As formas e técnicas das construções contemplam estilos arquitetônicos de épocas distantes.

Os passantes e as folhas da árvore refletidas na sombra da parede convidam para o retorno à atualidade: há renovação sobre as ruas da cidade.

Compartilhe!

gostou? comente!

Rolar para cima