Robert Grace por Marcel Souza

Mesa Farta

Marcel Souza

Depois de meses sem viajar por causa da pandemia, no começo de novembro fui a Gramado, famosa cidade turística na serra gaúcha. Quarto ano que vou na mesma época, quando acontece a feira de turismo da cidade, a Festuris. Famosa pelo Festival de Cinema, pelos chocolates, inverno e Natal Luz, Gramado é uma cidade rica em opções de hotelaria e restaurantes.

Há restaurantes para todos os gostos em Gramado. E para todos os bolsos também. Embora os baratos sejam bem raros. Mas se tivesse que colocar as especialidades mais comuns da cidade, elas são: fondue e restaurantes italianos (galetos e massas). Mas atraindo muitos turistas ao longo dos anos, vão surgindo opções para todos os gostos, pizzarias, botecos, culinária asiática, pastelarias e hamburguerias.

Mas além das casas de fondue e das casas de comida italiana, há outra opção de alimentação bem tradicional em Gramado. O Café Colonial. E foi num deles que fui lanchar e jantar num dos dias que estive lá.

Sabe aquele café de fim de tarde na casa da vó? Com fartura de opções? Então multiplica por três. Pelo menos. Bolos, bolinhos, pastéis, cuca, pão, pão de queijo, pizza e polenta. Frango e porco. Queijo e salame. Chega a faltar lugar na mesa. Ainda tem uma geladeira com grande variadade de tortas. E para beber? Vinho (cobrado a parte) ou suco de uva a vontade. É para tirar a barriga da miséria.

É aquele lugar para ir com amigos, e passar a tarde colocando a conversa em dia enquanto se delicia com tamanha oferta de gostosuras. E para o dia seguinte recomendo descer e depois subir a escadaria do Parque Caracol para acertar as contas com a balança. Então, poder ir comer uma boa massa ou um fondue e também experimentar mais alguns dos deliciosos chocolates de Gramado.

Facebook Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima