Habemus rei?

No início do século XX viveu o então homem mais rico de Porto Alegre. Com muitos negócios na cidade e com pouco mais de trinta anos, já tinha acumulado um montante significativo de riquezas.

Era reconhecido por boa parte da população e para ter mais privacidade junto a sua esposa e seus filhos, decidiu construir um grande e imponente castelo numa parte mais elevada da cidade e pouco habitada na época.

A cidade cresceu, a região ganhou casas, e prédios em volta, mas os muros e o portão de ferro que protegem a propriedade até hoje impressionam a vizinhança. Em sua homenagem a rua onde fica o seu castelo ganhou seu nome: rua Vicente da Fontoura.

***************

Essa história não passa de uma invenção, embora talvez faça mais sentido do que a construção do tal castelo nos dias de hoje. Ainda mais nesse endereço. Porém a curiosidade em saber quem reside nesse castelo recém construído em uma rua bem central e movimentada aguça a curiosidade da vizinhança. Nada contra o estilo da construção, acho que temos coisas bem mais questionáveis por aí do que castelos, mas me parece que não faz sentido viver encastelado, com direito a enormes muros e portões de ferro numa região tão urbana.

*****************

Castelos lembram reis, rainhas, príncipes e princesas. Desconheço a existência de família real em Porto Alegre. Reis por aqui só lembro de dois. O primeiro é o da folia, Rei Momo. O outro saiu daqui príncipe e tri campeão brasileiro, para ser coroado Rei de Roma, na Itália. O castelo dele fica ali nas margens do Guaíba. E esse eu não só gosto como frequento religiosamente.

******************

Existem alguns castelos famoso por aí. Um deles é o de Neuschwanstein na Baviera, Alemanha. Esse belo castelo inspirou Walt Disney quando concebeu o do filme Cinderela, e posteriormente o do parque Magic Kingdom em Orlando. Também é possível visitar sua miniatura no parque Mini Mundo em Gramado.

Compartilhe!

gostou? comente!

Rolar para cima