Douglas Smith por Jaqueline Behrend Silva

As aventuras do avião vermelho

Jaqueline Behrend Silva

Crianças têm uma disposição inventiva enorme. A alegria de seus corações e suas brincadeiras fazem que a imaginação corra solta.

Passado algum período da pandemia, em casa quase o tempo todo, eles já estão inteirados sobre vírus.

– O COVID! Vovó cuidado, ele é perigoso. Papai e mamãe estão preocupados, pois tu já és velhinha.

– Velhinha nada, eles que se cuidem. Vovó sabe se cuidar. Vamos eu e vocês sair por aí viajando com nosso avião vermelho e vamos dar um jeito neste vírus, vamos prendê-lo!

Vovó, prender o vírus? Boa ideia, mas que estória é esta de avião, viajar, para onde vamos?

Ah, então vocês não conhecem o avião vermelho. Este avião a vovó criou quando era do tamanho de vocês, sim porque também já fui pequena. Foi criado há muitos anos, mas funciona é forte e já participou de muitas aventuras. Vamos reativá-lo.

As crianças ficaram impressionadas que a vovó tinha avião e mais ainda que já tinha sido pequena. Esperaram ansiosos pelo avião. Não tinham ideia qual era o plano.

Vovó retornou com cartolinas, livros, canetas coloridas e um quebra cabeça que parecia uma cidade. Também trouxe luvas, latas e produtos de limpeza e máscaras.

As crianças acharam que a vovó estava velhinha mesmo. E caduca, pois onde estava o avião vermelho? E para que todas aquelas coisas.

Vovó então montou com sua sabedoria criativa e imensa capacidade arquitetônica prédios cheios de tijolos junto com seus netos. Explicou que eram prédios iguais aos de Nova York, onde tem escadas de incêndio, igual aos filmes e alguns desenhos.

Montaram quatro paredes, quase uma caixa, assim seria fácil de manter os prédios em pé.

Após a montagem se deram conta que haviam colado errado com as paredes voltadas para dentro. Poxa, todos se olharam, e agora o que fazer vovó?

Rapidamente vovó pensou: Gustavo traga um caminhãozinho, Clara monta pequenas latinhas e vamos brincar que ali dentro é o local de recolhimento de lixo. Vamos junto com o lixo, prender o corona vírus.

Colocaram o caminhãozinho devidamente no seu lugar, os lixinhos arrumados e ficaram felizes com a montagem.

De repente começaram a rir, pois o caminhão não teria como sair daquele lugar, só voando!

– Crianças, aí entra o aviãozinho vermelho!

Vovó tirou o aviãozinho de dentro de uma grande caixa, colocou uma corda, combinou que todos ficassem bem pequenos e entraram dentro do avião.

Desta forma voaram por todo o apartamento e ainda resgataram o caminhãozinho, colocando definitivamente o lixo e o corona vírus no seu lugar.

Nossa como brincaram, riram e se divertiram.

Dia cheio de emoções e alegria, apesar de quase tudo parecer estar errado nesta época de COVID 19.

Facebook Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima