Chicoteando

Não conheço a história de Porto Alegre, mas quando olho para a estátua do Laçador, a primeira coisa que penso é em chicoteá-lo, porque a imagem me remete à colonização e destruição dos povos indígenas que lá viveram.

Chicoteando a representação, me coloco a pensar se aquele laçador foi um colonizador ou não. Buscas pela internet, algumas trocas de palavras com colegas e me vi pesquisando e entendendo o que era o gaúcho pilchado, toda tradição que caminha com ele, e não encontrei questões colonizadoras da forma como pensei.

Confesso que algumas estátuas e homenagens ainda me incomodam, talvez eu precise olhar para a estátua do Laçador e sentir sua força para os povos gaúchos.

Compartilhe!

gostou? comente!

Rolar para cima