Ângela Puccinelli em foto de Gabriel Munhoz

Caranguejo peixe é!

Ângela Puccinelli

Caminhando descalço, limo debaixo dos pés

Lá ia eu, menino, com sacolinha ou baldinho

Pescar o jantar

Minha mãe dizia- cuidado pra não escorregar

E vovó – cuidado com os bicho

Lá ia eu, menino, faceiro, cantando

Caranguejo não é peixe

Caranguejo peixe é

Caranguejo só é peixe

Na enchente da maré

Se não pegava nada, ficava triste

Gostava mesmo era de voltar carregado

O tio implicava – é siri

Mas pra mim era caranguejo e ponto

Minha irmã tinha medo

Dos meninos correndo atrás dela

Com as patas do siri

Ai, ai, ai que bicho feio

Ora, palma, palma, palma!

Ora, pé, pé, pé!                                                                                                                        

Ora, roda, roda, roda

Caranguejo peixe é!

Saudade de minha prainha, nos confins do Rio Grande

Facebook Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima