Segundo mais antigo módulo do projeto, o Aperitivo é a versão de média duração da Santa Sede, com doze encontros semanais entre o começo de setembro e o final novembro, nas noites de terça-feira. Tem por objetivo primordial aumentar o repertório dos oficinandos, tornando-se preparativo ideal para quem deseja cursar a Santa Sede – crônicas de botequim no ano seguinte, e se tornar autor publicado. Aborda mais de dez modos diferentes de desenvolver um texto, sempre com base em exemplos canônicos. Treina tanto a leitura analítica, quanto o minucioso trabalho de reescrever uma boa crônica, lapidando a obra enquanto aperfeiçoa o estilo e a voz própria do autor.

Nível de exigência: médio (duas “canetas”)

Período e extensão: setembro a novembro, encontros semanais, terças-feiras às 19h30

Publicação: sem publicação (livro riscado / tablete riscado)

Público: geral / 9 vagas por ano

QUANDO ACONTECE

Segundas-feiras, das 19h15 às 21h30
Primeiro encontro no dia 04 de setembro

 

ONDE ACONTECE

Bar Apolinário, Rua José do Patrocínio, 527, Cidade Baixa, Porto Alegre.
O local tem estacionamento próprio com manobrista, além de bom número de vagas na rua. Uma grande oferta de marcas de cervejas e comidinhas de boteco garantem o melhor acompanhamento aos encontros. 

INVESTIMENTO

R$165,00 no ato da matrícula
+ 03 parcelas de R$165,00
(setembro, outubro e novembro, sempre nos dias 10 de cada mês)

FORMAS DE PAGAMENTO

depósito/transferência para uma das contas abaixo (envie-nos cópia do comprovante)

Titular: Rubem Penz – CPF 486.417.400-82
Bradesco – ag 2276-4 – c/c  1251-3
Banco do Brasil – ag 3530-0 – c/c 16.804-1

ou com boleto bancário ou cartão de crédito via sistema Pagseguro  (pagamento programado/recorrente)

RESERVE SUA VAGA!

""
1
Nome Completoyour full name
Telefoneyour full name
Mensagem
0 /
Previous
Next
FormCraft - WordPress form builder

Primeiro encontro: apresentação do orientador, dos colegas, da dinâmica de aula e de alguns fundamentos da crônica. Também será pedida a primeira produção escrita, a ser lida no segundo encontro. Segundo encontro em diante: as aulas serão divididas entre leitura crítica das crônicas escritas em casa e noções teóricas para embasar o desafio seguinte. Uma das grandes vantagens do sistema é escrevermos uma crônica por semana, mas aprendermos com nove, exercitando nossa leitura crítica.

Experimentar e dominar as principais estratégias e estilos de escrever crônicas com base em textos canônicos; Reconhecer a própria voz literária e transitar para além de nossos temas internos ou preferenciais; Identificar oportunidades de aperfeiçoamento em cada crônica lida durante a aula, adotando fundamentos de estilo e evitando vícios de linguagem, clichês e imperfeições; Produzir textos que poderão alcançar muitos leitores em redes sociais (especialmente quando publicados com a hashtag #oficinasantasede), ou em site e/ou blog pessoal.

Usufruir da oficina literária reconhecida por ofertar a descontração só presente no encontro de amigos em uma mesa de bar; Acrescentar em nossa teia de relações pessoas de diferentes formações, profissões e idades, enriquecendo nossa vida com conceitos novos; Ter os textos submetidos a uma crítica próxima, carinhosa e construtiva, especialmente facilitada pelo ambiente informal e pela condução leve.