John Jude Pancar por Soraia Schmidt

Desejo

Soraia Schmidt

 

Desejo é o que nos move, é combustível interno

Dá sentido às coisas e nos faz sentir vivos

Centelha de fogo que crepita na alma

Água viva que brota sempre, contínua, infindável

Bica onde vamos matar nossa sede

Nascente, manancial.

 

Lava pré-erupção; obscura, escondida em nossas entranhas

Intenso, latejante

Pulsa dentro como sangue, saliva, sêmen

Emerge, muitas vezes, dissimulado, em forma de outros sentimentos

Revestido com roupagens diversas, mais aceitáveis, por nós mesmos ou pelos outros.

 

É luz, escuridão, liberdade, prisão

Fonte

De amor, frustração, ódio, felicidade, êxtase

De conquista, domínio, poder, tirania.

 

Deleite e sofrimento

Liberdade e escravidão

Insaciável, é vida, fissura, loucura, morte.

 

Desejo são nossos pedaços tentando ser inteiros

Desejo é o nome da alma humana

 

Que entregamos ao diabo.

Facebook Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima